Você está aqui: Entrada / ÁREAS PROTEGIDAS / Âmbito Regional-Local / Paisagem Protegida da Serra de Montejunto

Paisagem Protegida da Serra de Montejunto

Paisagem Protegida da Serra de Montejunto. Diploma de criação e área. Enquadramento. Caracterização. Atividades. Informações nos sítios das CM de Alenquer e do Cadaval.

Logótipo da Paisagem Protegida da Serra de Montejunto PPS Montejunto - CM Alenquer (1)
Logótipo e vista da serra de Montejunto (® Câmara Municipal de Alenquer).

 

Enquadramento

PPS Montejunto - CM Cadaval Serra - CM Cadaval
A serra de Montejunto (® Câmara Municipal do Cadaval).

Erguendo-se abruptamente entre o litoral e o vale do Tejo, a serra de Montejunto demarca-se da paisagem envolvente, não só pela altitude que atinge mas também pelas suas características naturais. Reparte-se pelos concelhos de Alenquer e Cadaval, numa região bastante humanizada, e onde se pratica uma intensa atividade agrícola, surgindo assim como um dos últimos refúgios para muitos espécies de animais e plantas.
 
No sentido de assegurar a preservação do vasto conjunto de valores naturais e patrimoniais existente foi criada, em julho de 1999, a Paisagem Protegida da Serra de Montejunto, Área Protegida de Âmbito Regional cuja gestão é da responsabilidade dos Municípios de Alenquer e do Cadaval, e do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas.
 
Parte significativa desta serra encontra-se também inserida na Rede Natura 2000PTCON48 [PDF 182 KB].
 

Caracterização

PPS Montejunto - pinhal - CM Alenquer PPS Montejunto - CM Alenquer (3)
O cálcário da serra e os pinheiros-mansos Pinus pinea (® Câmara Municipal de Alenquer).
 
Montejunto constitui um espaço natural privilegiado, abrangendo uma área de cerca de 4.800 ha, onde vive uma comunidade animal rica e diversificada, uma pequena ilha, no interior de uma extensa área agrícola e florestal.
 
De entre as diferentes classes que aqui podemos encontrar, as aves, pela sua diversidade e raridade, assumem particular importância. Aqui nidificam cerca de 75 espécies, sendo que 10 são consideradas ameaçadas pelo Livro Vermelho dos Vertebrados de Portugal. A águia-de-bonelli [PDF 338 KB] (Aquila fasciata [PDF 161 KB]), o bufo-real [PDF 336 KB] (Bubo bubo [PDF 178 KB]) e o andorinhão-real (Apus melba [PDF 140 KB]) são mesmo consideradas raras a nível nacional.
 
Ophrys tenthredinifera - CM Alenquer Borboleta - CM Alenquer
A orquídea Ophrys tenthredinifera e um lepidóptero (® Câmara Municipal de Alenquer).
 
Nesta serra podemos encontrar uma considerável diversidade florística, quando comparada com a da região envolvente. Foram já identificadas cerca de 400 espécies de plantas, o que constitui cerca de 15 % da flora de Portugal continental. De entre estas existem alguns endemismos nacionais com interesse do ponto de vista da conservação.
 
A ocupação humana destes montes remonta ao Neolítico, sendo muitos os vestígios arqueológicos (grutas necrópole) e povoados fortificados (castros). O cimo da serra foi o local escolhido para a instalação do primeiro convento dominicano em Portugal, no séc. XII, perto das ermidas de S. João Batista e da Senhora das Neves, onde ainda hoje perduram as romarias tradicionais a 24 de junho e 5 de agosto.
 
Fábrica de Gelo - CM Cadaval PPS Montejunto - moinhos ao por do sol - CM Cadaval
Real Fábrica do Gelo - edifício principal de processamento e armazenamento do gelo - e moinhos ao por do sol (® Câmara Municipal do Cadaval).
 
Na Quinta da Serra foi construída, em meados de séc. XVIII, a Real Fábrica do Gelo (que tinha como objetivo o fornecimento de “neve” a Lisboa) classificada, em 1997, como Monumento Nacional.
 

Atividades

Moinho da Peneda dos Ovos - CM Cadaval Parque de merendas - CM Cadaval
Moinho da Peneda dos Ovos e parque de merendas em Montejunto (® Câmara Municipal do Cadaval).
 
Situada a cerca de 50 km de Lisboa, constitui um local privilegiado para a realização de atividades de ar livre e de salutar convívio com a natureza.
 
Os passeios (pedestres e de BTT) permitem à e ao visitante desfrutar de cenários deslumbrantes sobre a região envolvente, que se estendem desde as Berlengas até às serras de Sintra, Arrábida, Aire e Candeeiros e que se perdem para nascente, pelas planuras do vale do Tejo. É também local apropriado para a prática do parapente e da escalada.
 
 

Mais informações

 
PPS Montejunto - CM Alenquer (2) PPS Montejunto -  seara - CM Alenquer
A serra de Montejunto e os campos envolventes com o passar das estações (® Câmara Municipal de Alenquer).
 
Fotos gentilmente cedidas pelas Câmaras Municipais de Alenquer e do Cadaval.

 

Acções do Documento