Flora

Flora
Flora do Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros.

Matos baixos
Matos baixos.

Das formações vegetais atualmente existentes no Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros são de salientar, pela sua importância, os carvalhais de carvalho-cerquinho Quercus faginea – espécie que só se encontra na Península Ibérica e no norte de África e cujo centro de distribuição é em Portugal - onde os melhores bosques desta espécie se encontram entre o Mondego e o Tejo, uma zona de carvalho-negral ou pardo da Beira Quercus pyrenaica e zonas muito limitadas de azinheira Quercus rotundifolia, de sobreiro Quercus suber, de ulmeiros (Ulmus spp.) e de castanheiros Castanea sativa. Fundamentalmente pela ação humana a floresta foi sendo destruída dando origem ao aparecimento de matos de grande interesse florístico predominando, em termos de vegetação espontânea, áreas arbustivas de carrasco Quercus coccifera e subarbustivas de alecrim Rosmarinus officinalis.

Ulmus spp Ulmeiro samaras CGV Rosmarinus officinalis Alecrim CGV
Samaras de ulmeiro Ulmus spp e alecrim Rosmarinus officinalis (® Cristina Girão Vieira). 
 

Árvores, arbustos e ervas, que crescem espontaneamente no Parque, são, em si mesmo, um alvo de conservação. Até hoje conhecem-se cerca de 600 espécies vegetais o que significa que, numa área de cerca de 39 mil ha, é possível observar cerca de um quinto das espécies de plantas que ocorrem no país. Algumas só existem em Portugal, outras na Península Ibérica ou então na Península e norte de África e, outras ainda, possuem uma área de distribuição ou um estatuto de raridade, que lhes conferem uma situação especial em termos de conservação da natureza.

Para além da importância que a função das plantas desempenham nos ecossistemas e do seu potencial valor económico e científico, muitas plantas do Parque Natural têm qualidades medicinais, aromáticas, condimentares, ornamentais, forrageiras (i.e. para alimentação do gado) ou florestais.

A oliveira, a recordar o esforço dos cistercienses, domina a vegetação não espontânea.

Carvalhal Olival
Carvalhal e olival.