Flora

Flora
Flora do Parque Natural do Tejo Internacional.

PNTI -  vegetação
Vegetação no Parque Natural.


Numa paisagem de cariz predominantemente mediterrânico, salienta-se no coberto vegetal a azinheira Quercus rotundifolia, o sobreiro Quercus suber e o carrasco Quercus coccifera; o lentisco Phillyrea angustifolia e o aderno-de-folhas-largas Phillyrea latifolia; o medronheiro Arbutus unedo e várias urzes Erica spp.; a esteva Cistus ladanifer e o zambujeiro Olea europaea var. sylvestris; o aderno Rhamnus alaternus e o espinheiro-preto Rhamnus lycioides subsp. oleoides; a aroeira Pistacia lentiscus e a cornalheira Pistacia terebinthus; o alecrim Rosmarinus officinalis e o rosmaninho Lavandula stoechas subsp. sampaiana.

Pistacia terebinthus Cornalheira CGV Dianthus lusitanus cravina-brava CGV
Cornalheira Pistacia terebinthus, com os seus frutos característicos e cravina-brava Dianthus lusitanus (® Cristina Girão Vieira).
 

Neste território foram identificados até à data 610 taxa distribuídos por 92 famílias botânicas, salientando-se as 51 espécies endémicas detetadas. Merecem particular destaque Anthyllis lusitanica e Campanula transtagana cuja área de distribuição se restringe ao centro e sul de Portugal continental; Anthyllis lotoides, bocas-de-lobo Antirrhinum graniticum, labrêsto-de-flor-amarela Brassica barrelieri, Bufonia macropetala, lavapé Centaurea ornata, giesta-branca Cytisus multiflorus, giesta-amarela Cytisus striatus, cravina-brava Dianthus lusitanus, salva-brava Phlomis lychnitis, Silene scabriflora e rosmaninho Lavandula stoechas subsp. luisieri.

Antirrhinum graniticum Phlomis lychnitis salva-brava
Bocas-de-lobo Antirrhinum graniticum, endémica da Península Ibérica, e salva-brava Phlomis lychnitis.

Evidencia-se, igualmente, a presença de Salix eleagnos – dado ser uma espécie muito pouco frequente na subprovíncia luso-extremadurense – e de Andryala ragusina – planta endémica da Península Ibérica com estatuto de rara. Para além de Anthyllis lusitanica encontram-se ainda listadas pela Diretiva 92/43/CEE (Diretiva Habitats), a gilbardeira Ruscus aculeatus, as campainhas-amarelas Narcissus bulbocodium e o lírio-amarelo-dos-montes Iris lusitanica; no Anexo B-IV Narcissus triandrus e no Anexo B-II Juncus valvatus.

Bufonia macropetala Paeonia broteroi Rosa-albardeira
A flor da Bufonia macropetala e a rosa-albardeira Paeonia broteroi.

Topo