Você está aqui: Entrada / ÁREAS PROTEGIDAS / Parques Naturais / Parque Natural do Tejo Internacional / História | Cultura

História | Cultura

História | Cultura
Paisagem e património histórico-cultural do Parque Natural do Tejo Internacional.

PNTI - ponte romana em SeguraPonte romana, em Segura.

Paisagem

A Paisagem do Parque Natural do Tejo Internacional é constituída essencialmente por montado de azinho, sobro e misto, formações ripícolas (tamujais e salgueirais), estepe cerealífera, matagal mediterrânico (azinhais e zambujais), olival de encosta e povoamentos florestais (eucalipto, sobreiro e estevais);

Atividades

A agrícultura é de dois tipos, um sistema de policultura tradicional desenvolvida em redor dos aglomerados urbanos, de pequena propriedade (com área inferior a 10 ha), ocupando 4% da Superfície Agrícola Útil e com grande número de explorações (74% do total), e sistemas extensivos de produção pecuária associada ao montado, com grande propriedade (área superior a 100 ha), ocupando 87% da Superfície Agrícola Útil e com pequeno número de explorações (13% do total). 

Património construído

Nos aglomerados urbanos existem alguns imóveis de interesse público e conjuntos edificados correspondendo à tipologia característica da zona. Os montes e arraiais, as furdas ou malhadas e outras construções tradicionais, dispersas no exterior dos aglomerados, constituem o testemunho dos sistemas agrários tradicionais.

As azenhas e os moinhos de água, construídos no leito dos cursos de água, são elementos frequentes, principalmente ao longo do rio Erges.

PNTI - azenha - ribeira do Aravil 
Azenha na ribeira do Aravil

Os muros apiários, também conhecidos por muros de abelhas, são estruturas feitas pelas populações para proteger as colmeias da ação de predadores, como o urso-pardo, hoje extinto em Portugal. Na Península Ibérica estas construções são de pedra, definindo recintos fechados, geralmente circulares, que podem atingir alguns metros de altura, com remates virados para o exterior e portas de pequena altura. Na área do Parque Natural do Tejo Internacional ocorrem três muros apiários, a saber os muros Marmeleiro, Silha e ribeira do Vale de Lobo, no concelho de Idanha-a-Nova.

Património cultural

Do património cultural do Tejo Internacional, destacam-se alguns valores presentes nas aldeias que integram na sua área geográfica, com destaque para a Ponte Romana de Segura.

Para além das aldeias de influência do Parque Natural, Rosmaninhal, Segura, Salvaterra do Extremo, Malpica do Tejo, Monforte da Beira, Celolais de Cima e Perais e, nomeadamente no concelho de Idanha-a-Nova, podem ser visitadas duas aldeias de grande valor cultural e etnográfico: Monsanto e Idanha-a-Velha.

Topo

Acções do Documento