Você está aqui: Entrada / ÁREAS PROTEGIDAS / Reservas Naturais / Reserva Natural da Serra da Malcata / Estatutos | Ordenamento

Estatutos | Ordenamento

Estatutos | Ordenamento
Estatutos de conservação, legislação, ordenamento e gestão da Reserva Natural da Serra da Malcata.

RNSM - serra (2)
A serra.

 

 

Ordenamento
 

RNSM - mapa - ordenamento

De acordo com o Plano de Ordenamento da Reserva Natural, distinguem-se as seguintes tipologias, ordenadas por ordem decrescente do nível de proteção das áreas onde se aplicam.

  • Áreas de proteção total
    Destinam-se a garantir a manutenção dos processos naturais em estado tendencialmente imperturbável e a preservação de exemplos ecologicamente representativos num estado dinâmico e evolutivo. As áreas de proteção consistem em áreas com manchas significativas de matagal mediterrânico e outros habitats prioritários. Caracterizam-se por serem áreas de nidificação de espécies prioritárias, nomeadamente abutre-preto, e cruciais para o processo de reintrodução de lince ibérico. 
     
  • Áreas de proteção parcial
    Compreendem os espaços que contêm valores naturais e paisagísticos com significado e importância relevante ou excecional do ponto de vista da conservação da natureza, bem como sensibilidade ecológica moderada. Consideram-se áreas de proteção parcial as áreas onde se verificam usos humanos temporários ou esporádicos do solo e da água compatíveis com os objetivos de conservação e potenciadores dos valores naturais em presença. 
     
  • Áreas de proteção complementar
    Integram espaços de enquadramento, transição ou amortecimento de impactes, necessários à proteção das áreas em que foram aplicados os níveis anteriores de proteção e ainda áreas rurais, onde é praticada agricultura permanente ou temporária, silvicultura, silvo-pastorícia e pastorícia, em proporções e intensidade, de que resultam habitats importantes no seu conjunto para a conservação da natureza e onde a estrutura e as componentes da paisagem devem ser mantidas ou valorizadas. 
     
  • Áreas de intervenção específica
    Incidem sobre áreas com elevado interesse para a conservação da diversidade biológica, que, devido a fortes pressões antrópicas a que foram sujeitas, necessitam de medidas de proteção, recuperação ou reconversão, nomeadamente áreas em que o dinamismo das transformações a que foram sujeitas deve ser invertido e orientado para a recuperação.

Topo