Você está aqui: Entrada / FLORESTAS / Defesa da Floresta Contra Incêndios / Relatórios e Orientações / Análise das Causas dos Incêndios Florestais: 2003-2013

Análise das Causas dos Incêndios Florestais: 2003-2013

A investigação dos incêndios florestais foi uma atribuição do Corpo Nacional da Guarda Florestal (CNGF), da Ex Direção Geral de Recursos Florestais (DGRF), até 2006. Com a publicação do DL nº 22/2006, de 22 de fevereiro, a estrutura do CNGF foi integrado na Guarda Nacional Republicana (GNR) bem como todas as suas competências, incluindo a investigação das causas dos incêndios.

Pese embora esta transferência de competências entre entidades, a informação apurada tem sido inserida na base de dados do Sistema de Gestão de Incêndios Florestais (SGIF), gerido pelo ICNF, I.P., fonte de informação base para a elaboração deste documento.

O processo da investigação baseia-se, desde 1991, no “método das evidências físicas”, nomeadamente, pela avaliação dos padrões de comportamento do fogo e pela leitura de indicadores. A estrutura de classificação da causalidade dos incêndios florestais é uma estrutura hierárquica com três níveis, identificando-se, cada causa específica, com três algarismos.

Ler mais [PDF 2.4 MB]

Acções do Documento