Você está aqui: Entrada / FLORESTAS / Fitossanidade Florestal / Grupos Operacionais / Grupo Operacional FITOGLOBULUS

Grupo Operacional FITOGLOBULUS

Grupo Operacional FITOGLOBULUS

O ICNF, I.P. é parceiro do Grupo Operacional “FITOGlobulus” financiado pelo Fundo Europeu Agrícola de Desenvolvimento Rural (FEADER), no âmbito do PDR2020 (Programa de Desenvolvimento Rural 2014-2020). Liderado pela Forestis, decorrerá de outubro de 2018 a setembro de 2021.

PDR-PT2020-FEADER.png

Porquê este projeto?

O eucalipto é uma das principais espécies que, em Portugal, sustentam uma das mais importantes fileiras do setor florestal, cuja relevância económica e social é indiscutível. Contudo, enfrenta um conjunto de problemas de onde se destacam os fitossanitários, nomeadamente os ataques do gorgulho-do-eucalipto (Gonipterus platensis) que se têm vindo a verificar desde 1995, ano em que foi detetado pela primeira vez no nosso país.

As perdas no volume comercial verificadas em povoamentos atacados pelo gorgulho-do-eucalipto atingem um valor médio de 51%. Para uma percentagem de 50% de desfoliação verificam-se perdas em volume de 21%, enquanto para uma percentagem de desfoliação de 75%, essas perdas aumentam exponencialmente para valores de 42%. Em situações mais graves, as desfolhas intensas e consecutivas ao longo dos anos podem mesmo provocar a perda total da madeira utilizável (ICNF, 2014).

De referir que esta praga ataca preferencialmente povoamentos de eucalipto entre os 2 e os 4 anos de idade (transição folha jovem para folha adulta) e os adultos, ficando assim o retorno do investimento desde logo comprometido.

Ao agravamento da situação provocada pelo gorgulho-do-eucalipto, estão associados outros fatores que têm influenciado a produção do eucalipto e a sua sustentabilidade económica. É pois necessário dar continuidade a um conjunto de ações que visem suportar os produtores e gestores florestais de técnicas mais eficazes na prevenção e controlo desta praga e uma maior divulgação dos resultados entretanto já obtidos, reforçando o estabelecido na versão em vigor do Plano de Controlo para o inseto Gonipterus platensis, publicado em fevereiro de 2015 pelo ICNF.

 

O que se pretende?

O Grupo Operacional (GO) FITOGlobulus procura identificar e desenvolver soluções eficientes de combate e mitigação de danos e perdas de produtividade provocadas nos Eucaliptais pelo Gorgulho-do-Eucalipto, para além das estratégias identificadas no Plano de Controlo do Gorgulho-do-Eucalipto de 2015. Em particular, pretende-se:

  • Diminuir os custos da aplicação de medidas de luta contra o gorgulho;
  • Aumentar a sua eficácia relativamente aos utilizados e previstos no Plano de controlo do Gorgulho-do-Eucalipto;
  • Diminuir os riscos relacionados com o uso da luta química (otimização do seu uso) em articulação com formas de gestão de caracter preventivo, contribuindo para a sustentabilidade da floresta de eucalipto;
  • Estar adaptados às diferentes escalas de intervenção (proprietário individual/ grandes áreas).


Quem beneficiará?

Os beneficiários diretos serão os proprietários florestais e os agentes económicos que intervêm na valorização da fileira do eucalipto, nomeadamente as associações de proprietários florestais, os prestadores de serviços florestais, outras empresas ligadas ao setor e as entidades envolvidas na proteção florestal contra agentes bióticos.

 

Quem participa?

PARCEIROS DESIGNAÇÃO ABREVIATURAS
 FORESTIS – Associação Florestal de Portugal (Líder)  FORESTIS
 Associação Florestal do Baixo Vouga  AFBAIXOVOUGA
 Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, I.P.  ICNF, I.P.
 Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária, I.P.  INIAV, I.P.
 Universidade de Coimbra  UC
 Faculdade de Ciências e Tecnologia - Universidade Nova de Lisboa  FCT-UNL
 Instituto Superior de Agronomia  ISA
 Instituto de investigação da Floresta e do Papel  RAIZ
 Associação da Indústria Papeleira  CELPA
   

 

Quais os resultados esperados?

  • Modelos silvícolas: desenvolvimento e implementação de modelos silvícolas e definição de práticas de gestão mais adequadas.
  • Avaliação e evolução: levantamento do ponto de situação e avaliação da evolução dos efeitos do inseto. Avaliação do impacto ambiental das propostas apresentadas.
  • Análise económica: avaliação dos impactos económicos das medidas atuais e apresentação de novas medidas de apoio financeiro.
  • Difusão e transferência dos resultados: desenvolvimento de produtos de comunicação que permitam a transferência dos resultados do projeto


 

Como é financiado? 

Este projeto é financiado no âmbito do PDR2020 - Programa de Desenvolvimento Rural 2014-2020), Área 1 – Inovação e Conhecimento, Medida 1 – Inovação, Ação 1.1 – Grupos Operacionais.

O Programa de Desenvolvimento Rural (PDR) é um instrumento político e um mecanismo de financiamento utilizado pelos Estados-Membros para implementar as políticas de desenvolvimento rural da UE, num território específico. O PDR2020 tem como objetivo apoiar o investimento em explorações agrícolas e florestais, em empresas agroindustriais e na instalação de jovens agricultores, potenciado as condições para aumentar a competitividade.

O Fundo Europeu Agrícola de Desenvolvimento Rural (FEADER) é o principal instrumento de financiamento para a implementação do 2º pilar da Política Agrícola Comum, sendo o instrumento financeiro da União Europeia, destinado aos Estados-Membros, para alcançar diversos objetivos europeus de política de desenvolvimento rural, tais como melhorar a competitividade das empresas agrícolas, florestais e agroalimentares, ajudar a proteger a natureza e o ambiente, apoiar as economias rurais e melhorar a qualidade de vida nas zonas rurais. O FEADER financia também estratégias de desenvolvimento local e ações de assistência técnica (projetos do tipo "Leader") e contribui para a realização da Estratégia Europa 2020 através da promoção do desenvolvimento rural sustentável em toda a União, em complementaridade com os outros instrumentos da política agrícola comum, da política de coesão e da política comum das pescas.

Saiba mais sobre o FEADER no sítio do IFAP.

  • Entidade coordenadora

FORESTIS – Associação Florestal de Portugal
Rua de Santa Catarina nº753
4000 - 454 Porto
Telef.: 222 073 130  | Fax: F: 222 073 139
E-mail: geral@forestis.pt  | URL: www.forestis.pt

  • Divulgação

Parceiros
    FORESTIS: informação sobre o projeto aqui

Outras instituições
    Rede Rural Nacional: informação sobre o projeto aqui
   
EIP-AGRI: informação sobre o projeto aqui
    AGRO INOVAÇÃO 2018: Apresentação do projeto aqui

2019-11-21

Acções do Documento