Você está aqui: Entrada / FLORESTAS / Reformuladas / Fitossanidade Florestal / Reformulados / Planos e Relatórios / Planos de Controlo / Platipo, Platypus cylindrus

Platipo, Platypus cylindrus

Plano de Controlo para o inseto 'Platypus cylindrus' (plátipo) 2019-2023. Inseto que ataca sobreiro, azinheira e castanheiro.

Os estudos desenvolvidos em montado de sobro com o objetivo de averiguar quais os insetos nocivos de maior impacte permitem afirmar que o Platypus cylindrus F. é uma das espécies responsáveis pela morte do sobreiro em Portugal e na bacia mediterrânica. Atualmente, poderá ser umas das principais pragas florestais que, devido a alterações da estrutura socioeconómica das explorações e às sucessivas secas, seguidas de anos muito húmidos, tem provocado a morte de milhares de sobreiros em algumas regiões do Ribatejo e do Alentejo. Os seus ataques têm suscitado preocupação aos agentes da fileira da cortiça, dados os avultados prejuízos económicos e a gravidade da ameaça que se coloca à sustentabilidade do montado de sobro.

O presente plano assenta nos seguintes objetivos estratégicos e operacionais:

  1. Caracterizar melhor a incidência dos ataques de plátipo, em termos de intensidade e distribuição geográfica
    • Avaliar a evolução espácio-temporal da praga
    • Identificar as áreas prioritárias de intervenção
       
  2. Dotar os agentes de maior capacidade de controlo das populações
    • Desenvolver meios alternativos de controlo
    • Aumentar a eficácia da armadilhagem
    • Identificar e difundir melhores práticas de gestão do montado para a prevenção da ocorrência e para a redução da intensidade dos ataques
       
  3. Evidenciar a importância de uma gestão integrada do montado para controlo desta praga
    • Quantificar impactos económicos da praga
    • Quantificar custos associados ao seu controlo

Estes objetivos consubstanciam linhas orientadoras da Agenda 3i9 – Agenda de Investigação e Inovação no Sobreiro e na Cortiça, proposta pelo Centro de Competências do Sobreiro e da Cortiça em 2015.

 

Acções do Documento