Você está aqui: Entrada / PATRIMÓNIO NATURAL / BIODIVERSIDADE / Gestão da Biodiversidade / Roazes do Sado / Chave de identificação de cetáceos

Chave de identificação de cetáceos

Chave de identificação de cetáceos
Chave de identificação de cetáceos

 

 

Chave de identificação de cetáceos

 

1.
Espiráculo duplo; ausência de dentes em ambos os maxilares; barbas presentes apenas no maxilar superior (Misticetes) - 2

Espiráculo único; dentes presentes (por vezes apenas 1 par no maxilar inferior, que pode não ter emergido da gengiva); ausência de barbas no maxilar superior (Odontocetes)  - 5

2.
Sulcos ventrais terminando antes do umbigo (a contagem dos sulcos ventrais é feita entre as barbatanas peitorais e não inclui os sulcos mais curtos localizados, geralmente, na região lateral da cabeça e nos flancos sobre os peitorais) - 3

Sulcos ventrais terminando ao nível do umbigo ou numa posição mais posterior - 4

3.
50-70 sulcos ventrais, podendo os mais compridos terminar ao nível das barbatanas peitorais; barbas curtas (menos de 20 cm), brancas ou amareladas e em número de 300-325 por metade da maxila; mancha branca na face externa das barbatanas peitorais; comprimento máximo = 10 m 
Balaenoptera acutorostrata (Baleia-anã).

38-56 sulcos ventrais, podendo os maiores terminar próximo do umbigo; barbas pretas ou quase pretas (por vezes algumas barbas mais anteriores podem ser brancas) com finas franjas brancas, em número de 318 a 340 em cada metade da maxila; barbatanas peitorais pequenas e escuras; comprimento máximo = 16 m 
Balaenoptera borealis
(Baleia-sardinheira).

4.
Barbatanas peitorais muito longas, atingindo quase 1/3 do comprimento do corpo, e com a fase inferior denteada; sulcos ventrais largos, bem marcados e em número inferior a 22; cabeça coberta de numerosas saliências; barbas cinzento-escuro, em número de 270 a 400 por cada metade da maxila; comprimento máximo = 16 metros
Megaptera novaeangliae (Baleia-corcunda ou baleia-de-bossas).

Barbatanas peitorais curtas, medindo menos de 1/5 do comprimento do corpo; cabeça sem saliências, e com uma crista proeminente que se estende do espiráculo até à extremidade do focinho; 55 a 100 sulcos ventrais; coloração assimétrica da cabeça (o maxilar inferior direito é branco); barbas amarelas e acinzentadas, à exceção das da extremidade anterior do maxilar direito, que se apresentam totalmente brancas; comprimento máximo = 23 metros
Balaenoptera physalus (Baleia-comum).

5.
Maxilar inferior bastante mais estreito que o superior e com a extremidade muito recuada relativamente à extremidade anterior do focinho - 6

Extremidade do maxilar inferior ligeiramente recuado, ao mesmo nível ou ultrapassando um pouco a extremidade do focinho; maxilar inferior de largura semelhante à do superior - 7

6.
Comprimento do corpo superior a 4 m; cabeça maciça, podendo atingir 1/3 do tamanho do corpo; espiráculo localizado em posição dianteira relativamente aos olhos e do lado esquerdo da cabeça; barbatana dorsal pequena, triangular ou arredondada, seguida por uma série de saliências; 18 a 25 dentes em cada metade da maxila inferior, que encaixam em depressões no maxilar superior
Physeter macrocephalus (Cachalote).

Comprimento do corpo igual ou inferior a 4 m; tamanho da cabeça inferior a 1/3 do tamanho do corpo; espiráculo localizado sensivelmente ao nível dos olhos, no cimo da cabeça; falsas guelras localizadas de ambos os lados da cabeça; barbatana dorsal pequena e bem marcada; 12 a 16 dentes (raramente 10 a 11) em cada metade da maxila
Kogia breviceps (Cachalote-pigmeu).

7.
Duas fendas em forma de “V”, com o vértice dirigido para a frente, localizadas na garganta; chanfradura mediana da barbatana caudal ausente ou pouco nítida - 8

Ausência de fendas nítidas na garganta; chanfradura mediana da barbatana caudal bem marcada - 9

8.
Comprimento total próximo dos 6 m; focinho relativamente curto; distância da extremidade do focinho ao espiráculo compreendida entre 1/8 e 1/10 do comprimento total; um par de dentes na extremidade do maxilar inferior, que nas fêmeas e juvenis estão no interior da gengiva
Ziphius cavirostris (Zífio).

Comprimento total não ultrapassando os 5 m; focinho alongado; distância entre a extremidade do focinho e o espiráculo ligeiramente inferior a 1/7 do comprimento total; um par de dentes localizado na extremidade ou a meio do maxilar inferior
Género Mesoplodon (Baleias de bico).

9.
Bico, quando presente, não se demarcando nitidamente da fronte - 10

Cabeça com bico bem definido, por vezes pequeno, separado da fronte por um ângulo bem marcado - 13

10.
Dentes em forma de pá, relativamente pequenos e compridos lateralmente; comprimento total médio da ordem de 1,5 metros; barbatana dorsal nitidamente triangular; 22-28 dentes em cada metade da maxila
Phocoena phocoena (Boto).

Dentes cónicos e pontiagudos - 11

11.
2 a 7 pares de dentes localizados na extremidade da cada metade da maxila inferior (raramente estão presentes no maxilar superior); nos indivíduos mais velhos os dentes podem ter caído ou estar muito gastos; a coloração geral do corpo é cinzenta, mais clara nos animais jovens que nos adultos: nestes, o dorso, as peitorais e a caudal são mais escuros; a região ventral é quase branca. Os flancos podem apresentar manchas brancas, conferindo ao animal um aspeto riscado. Na região anterior da cabeça existe um sulco; barbatana dorsal alta, podendo atingir 38 cm; comprimento máximo = 4 metros
Grampus griseus
(Grampo).

7 ou mais pares de dentes, presentes em ambos os maxilares; região anterior da cabeça sem sulco - 12

12.
Barbatanas peitorais largas, em forma de remo e arredondadas na extremidade; barbatana dorsal alta, podendo atingir cerca de 2 metros nos machos e 1 metro nas fêmeas; 10 a 12 dentes em cada metade da maxila; coloração do corpo negra na fase dorsal, com uma mancha branca atrás de cada olho; face ventral branca, do focinho ao ânus, com dois divertículos que se estendem para os flancos
Oricinus orca (Orca).

Barbatanas peitorais longas e pontiagudas (1/5 do comprimento do corpo); barbatana dorsal mais longa que alta; cabeça arredondada; coloração do corpo negra, com exceção da região ventral ao nível da garganta, que apresenta uma mancha branca bilobada prolongando-se por uma banda mediana muito estreita, até à região anal
Globicephala melaena (Baleia-piloto).

13.
A coloração gral do corpo é cinzenta-escura (quase negra na parte dorsal), tornando-se mais clara nos flancos, e passando ao cinzento claro na face ventral; 20 a 26 dentes em cada metade da maxila superior e 18 a 24 em cada metade da maxila inferior; os dentes podem apresentar-se muito gastos nos indivíduos mais velhos; comprimento máximo na ordem de 3,5 a 4 metros
Tursiops truncatus (Roaz-corvineiro).

Mais de 40 dentes em cada metade da maxila - 14

14.
Pigmentação bastante escura na face dorsal, prolongando-se para os flancos e formando uma zona triangular negra ao nível da barbatana dorsal; de ambos os lados desta zona pigmentada os flancos apresentam uma coloração mais clara: amarelo ou acastanhado anteriormente e acinzentado posteriormente; existe uma zona pigmentada que se estende do maxilar inferior até à inserção das barbatanas peitorais
Delphinus delphis (Golfinho-comum).

Pigmentação bastante escura na face dorsal, onde se destaca uma mancha branca que parte da região ocular e se estende até à barbatana dorsal; linhas pigmentadas presentes desde o olho até à barbatana peitoral, e do olho até à região anal
Stenella coeruleoalba (Golfinho-riscado).

Conteúdo relacionado
Glossário
Centro de documentação
Acções do Documento
classificado em: , ,