Itinerário Automóvel

Parque Natural da Ria Formosa (PNRF). Itinerário automóvel. Breve descrição.

PNRF - moinho de maré 329-180 pxl Tavira 280-180 pxl
Moinho de maré de Marim e Tavira.

Na planificação da sua visita deverá ter em consideração as recomendações descritas no Código de Conduta e Boas Práticas [PDF 1,6 MB] das e dos visitantes nas Áreas Protegidas, bem como os conselhos úteis que apresentamos em "Relacionados", à esquerda desta página, para melhor desfrutar da sua visita.

Ponto de partida / chegada: Faro / Cacela Velha.
Extensão: 60 km.
Duração: 1 dia.
Dificuldade: fácil.
Apoios: restauração e hotelaria em todas as localidades e ao longo do percurso; carreiras de barco para as ilhas com partida de Faro, Olhão e Tavira.

Percurso linear através da EN 125 entre Faro e Cacela Velha, com curtos desvios no Centro de Educação Ambiental de Marim e Torre de Aires.

Breve descrição

1. Faro - antes de iniciar o percurso suba ao miradouro de Santo António do Alto, de onde pode observar a cidade e uma vasta panorâmica sobre a ria.

2. Olhão - curiosa cidade cuja parte antiga parece ter sido trazida do Magrebe; interessantes exemplos de tipologias construtivas e formas de urbanismo de pendor mourisco. Muitos dos seus habitantes vivem da Ria - pesca e recoleção de bivalves - bem como da pesca na costa ocidental de Marrocos.

3. Centro de Educação Ambiental de Marim (CEAM) -  com 60 ha de superfície, este Centro de Educação Ambiental alberga também a sede do Parque Natural da Ria Formosa. Neste Centro pode-se visitar o moinho de maré de Marim, vestígios arqueológicos, habitações tradicionais recuperadas... Tudo, num espaço restrito representativo dos componentes naturais mais significativos desta Área Protegida, nomeadamente dunas, sapais, mata, charcos de água doce e zona lagunar. Existe percurso de interpretação da natureza, fácil e circular.

4. Torre de Aires - numa zona de grande diversidade paisagística, a Torre de Aires é um dos últimos redutos existentes de um sistema defensivo contra a pirataria moura que assolava a costa algarvia. Este monumento, recentemente recuperado, integrava um sistema mais vasto de torres de vigia espalhadas ao longo do litoral.

5. Tavira - uma das localidades mais interessantes do Algarve com vestígios da presença romana e árabe. Cidade atravessada pelo rio Gilão (denominado Séqua até chegar à ponte romana), desembocando na ria através de um canal entre sapais e uma restinga de areia. Em termos arquitetónicos, repare nos característicos telhados de tesouro, com as suas quatro águas bem inclinadas.

6. Cacela Velha - localizada dentro da Área Protegida, a aldeia de Cacela está classificada como Imóvel de Interesse Público. O importante papel de Cacela «a Velha» na História regional, torna-se patente pela antiguidade dos achados arqueológicos e no valor patrimonial do conjunto edificado. Dominando o oceano, o baluarte de Cacela constituiu, desde o período romano, um ponto de vigilância e defesa da orla costeira algarvia.

Mercado de Olhão 178-180 pxl PNRF - Cacela Velha
Mercado de Olhão e vista da Cacela Velha.

Acções do Documento