PR Curro da Velha

Parque Nacional da Peneda-Gerês (PNPG). Percurso pedestre de Pequena Rota (PR) "Curro da Velha". Branda. Breve descrição. Entidade promotora e responsável pela manutenção do percurso. Folheto. "Curro da Velha Nature trail. Small route. Leaflet".
PNPG - Curro da velha 257-180 pxl PNPG - Curro da Velha - curso água 257-180 pxl
Ribeiro de Cima e Rio Castro Laboreiro (® António Manuel Sousa).

 

Na planificação da sua visita deverá ter em consideração as recomendações descritas no Código de Conduta e Boas Práticas [PDF 1,6 MB] das e dos visitantes nas Áreas Protegidas, bem como os conselhos úteis que apresentamos em "Relacionados", à esquerda desta página, para melhor desfrutar da sua visita.

Brochura do Parque Nacional da Peneda-Gerês [PDF 3,3 MB]

PR Curro da Velha - folheto - Curro da Velha trail - leaflet [PDF 1,8 MB]

NOTA: Percurso desaconselhado, de momento.
 

Localização: freguesia de Castro Laboreiro, concelho de Melgaço.  

Ponto de partida e de chegada: Lugar de Pousios, freguesia de Castro Laboreiro.
Extensão: 7,1 km.
Duração: cerca de 3h15.
Dificuldade: média.
Pontos: Pousios – Curro da Velha – Chão da Roca – Ribeiro de Baixo – Pousios.
Apoios: sinalizado segundo as normas internacionais. Folheto nesta página e na Porta de Lamas de Mouro.
 

Breve descrição

Este trilho começa junto à casa do guarda de Pousios (à qual se chega pela estrada que liga Castro Laboreiro a Dorna), passa pelo ribeiro de Cima e sobe, gradualmente, até aos Currais, uma branda de gado1 conhecida por "Curro da Velha". É um local de elevada beleza paisagística, término do planalto de Castro Laboreiro e início da majestosa serra da Peneda. 
 
1O que são as brandas?
As brandas podem ser de dois tipos: brandas de cultivo; ou brandas de gado. Localizam-se no planalto ou em chãs de altitude. São núcleos habitacionais temporários cujos terrenos são usados para a agricultura ou alimentação do gado, durante a primavera - verão, quando essas áreas de montanha apresentam condições mais favoráveis a essas atividades humanas. Em contraposição às brandas surgem as inverneiras - núcleos habitacionais onde as populações passam o outono e inverno (daí o nome). Presentemente, nessa transumância imposta pelas condições agrestes do meio, nas aldeias que ainda mantém essa migração, as populações apenas transportam consigo o gado e alguns haveres.
 

Entidade promotora e responsável pela manutenção do percurso

Topo

U.A: 2019-09-04

Acções do Documento