PR Mezio

Parque Nacional da Peneda-Gerês (PNPG). Trilho interpretativo do Mezio. Percurso pedestre de Pequena Rota (PR), sinalizado, com destaque para a paisagem florestal, o megalitismo (antas e mamoas) e a arquitetura rural. Breve descrição. Entidade promotora e responsável pela manutenção do percurso. Mais informações. Folheto. "Mezio trail - leaflet" PR 2 (AVV).
PNPG - Anta - Mezio - Manuel Sousa 333-180 pxl Mezio - curral 257-180 pxl
Anta (® António Manuel Sousa) e curral no Mezio.

Breve descrição 
Entidade promotora e responsável pela manutenção do percurso
 

Na planificação da sua visita deverá ter em consideração as recomendações descritas no Código de Conduta e Boas Práticas [PDF 1,6 MB] das e dos visitantes nas Áreas Protegidas, bem como os conselhos úteis que apresentamos em "Relacionados", à esquerda desta página, para melhor desfrutar da sua visita.

Brochura do Parque Nacional da Peneda-Gerês [PDF 3,3 MB]

Percurso pedestre de Pequena Rota, sinalizado, com particular destaque para a paisagem florestal, o megalitismo e a arquitetura rural.
 
Folheto [PDF 733 KB]
 
Localização: Mezio, concelho de Arcos de Valdevez.
Ponto de partida e chegada: Mezio. O local de início foi alterado, dado que a antiga zona inicial se encontra vedada. O trilho começa, agora, junto ao antigo Centro de Interpretação onde foi colocada a placa de início de percurso. Sugere-se um contacto prévio com a Porta do PNPG no Mezio.
Extensão: 2 km.
Duração: cerca de 1 h.
Dificuldade: fácil.
Cota mínima / máxima: 640 m / 660 m.
Apoios: sinalizado segundo as normas internacionais. Folheto disponível em "Relacionados" à esquerda desta página, e no PNPG, na ADERE-PG e nas Portas do PNPG.
 
 

Breve descrição

Circuito: Mezio – Mamoas – Curral / Prado – Branda de Mosqueiros – miradouro e regresso ao local de partida.
 
O percurso apresenta uma grande diversidade de espécies vegetais, fruto da intervenção florestal, sendo também muito rico pelo seu património arqueológico, nomeadamente, diversos monumentos funerários pré-históricos (antas e mamoas - ver pontos de interesse). Observam-se ainda elementos de uma ocupação humana mais recente ligada à economia agropastoril, nomeadamente, um curral e as ruínas de uma branda de gado.
 
 

Pontos de interesse

Mezio – Mamoas, anta grande do Mezio e curral/prado
A anta grande ou domén (do bretão "tol" mesa e "men" pedra) do Mezio é um monumento funerário coletivo da época megalítica (do grego "mega" grande e "lithos" pedra). É constituída por uma câmara poligonal de sete esteios (lajes verticias) adoçados entre si, sobre os quais assenta uma tampa (ou mesa), a maior laje do sepulcro, à qual se acede por um corredor virado a nascente, formado por esteios de menores dimensões, cobertos também por tampas, entretanto desaparecidas. Após a sua utilização a anta foi coberta por um  tumulus protetor, formado por terra e pequenas pedras, constituindo a mamoa. Os sucessivos enterramentos, facilitados pela entrada em corredor, processavam-se na câmara e, por vezes, na galeria, sendo, normalmente, acompanhados de ofertas de pequenos vasos cerâmicos ou outros objetos de caráter ritual. A anta grande do Mezio é um dos mais notáveis monumentos pré-históricos do PNPG e também um dos mais conhecidos da necrópole (conjunto de túmulos) do Mezio.
 
O que é uma mamoa?
Parecem existir diferentes tipos de mamoas que podem ter várias estruturas internas, todavia para efeitos de compreensão das mamoas observáveis neste percurso, considera-se que uma mamoa é formada por um montículo artificial de terra (cujo formato faz lembrar uma mama, daí o nome), que cobre uma sepultura pré-histórica - anta ou dolmén.
 
Curral / prado – delimitado por placas de granito colocadas ao alto, observe uma zona onde o gado se recolhia e pastava. 
 
Branda de Mosqueiros – O que são brandas? 
As brandas podem ser brandas de cultivo ou brandas de gado e localizam-se no planalto ou em chãs de altitude. São núcleos habitacionais temporários cujos terrenos são usados para a agricultura ou alimentação do gado, durante a primavera/ verão, quando essas áreas de montanha apresentam condições mais favoráveis a essas atividades humanas. Em contraposição às brandas surgem as inverneiras - núcleos habitacionais onde as populações passam o outono e inverno (daí o nome). Presentemente, nessa transumância imposta pelas condições agrestes do meio, nas aldeias que ainda mantém essa migração, as populações apenas transportam consigo o gado e alguns haveres.
 
 

Entidade promotora e responsável pela manutenção do percurso

ICNF - Parque Nacional da Peneda-Gerês (PNPG)
 
 

Sítios úteis

Topo

U.A.: 20167-09-25

Acções do Documento