Itinerário Automóvel

Reserva Natural das Dunas de São Jacinto (RNDSJ). Itinerário automóvel. Ria de Aveiro. Rede Natura. ZPE. Observação de aves.

Aveiro - canal Canal com vegetação ripícola - mosaico rural típico do Baixo Vouga - bocage
Aveiro e uma das suas pontes e canal ladeado por vegetação ripícola, formando o mosaico rural típico do Baixo Vouga: o bocage.
 

Na planificação da sua visita deverá ter em consideração as recomendações descritas no Código de Conduta e Boas Práticas [PDF 1,6 MB] das e dos visitantes nas Áreas Protegidas, bem como os conselhos úteis que apresentamos em "Relacionados", à esquerda desta página, para melhor desfrutar da sua visita.

Ponto de partida / chegada: Aveiro / S. Jacinto.
Extensão: 60 km.
Duração: 2h.
Apoios: restauração e hotelaria em Aveiro e em vários pontos do percurso. Informe-se junto do Turismo.

Para melhor compreender e situar a Reserva Natural das Dunas de S. Jacinto torna-se necessário alargar o espaço de observação ao conjunto da ria de Aveiro. O itinerário automóvel aqui proposto, longe de ser exaustivo, dado cobrir apenas parte da metade setentrional da ria, faz-se em cerca de meio dia, privilegiando alguns pontos significativos desta importante zona húmida.  

Em vários pontos do itinerário existem percursos bem marcados, que permitem à e ao visitante contactar de perto com uma das zonas húmidas mais interessantes deste país e que é reconhecida internacionalmente como Zona de Proteção Especial para as Aves - Ria de Aveiro [PDF 141 KB] - incorporada na Rede Natura, gozando também do estatuto IBA (Important Bird Area) pela Birdlife International e pela Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves. 
 
Leve consigo os binóculos, a máquina fotográfica, calçado e roupa confortável e siga pelos trilhos, evitando entrar em propriedade privada. Tente passar despercebido(a), para não afugentar as aves e restantes animais.
 

Breve descrição

Em Aveiro, a veneza portuguesa, no centro da cidade, mais concretamente no Rossio, observe alguns dos elementos mais marcantes na sua definição - canais, arquitetura, embarcações... Seguindo pelo lado direito do Canal das Pirâmides chega-se à antiga lota.

Tome em seguida a E230, direção Águeda, e prossiga pelo IC1, direção Estarreja. Em Canelas, avance até à linha de caminho de ferro deixando a viatura junto a uma passagem inferior, perto do esteiro de Canelas.

Na zona do esteiro de Canelas pode apreciar a paisagem de bocage, i.e. uma estrutura de campos agrícolas fechados por sebes vivas, onde dominam os salgueiros Salix spp., espécies adaptadas ao excesso de água e características das margens dos cursos de água, visto esta área alagar durante o inverno. Trata-se de um conjunto de biótopos favorável à presença de aves, nomeadamente passeriformes, i.e. aves vulgarmente conhecidas como "pássaros".

Este tipo de compartimentação dos campos com sebes vivas permite proteger as culturas e o solo, do vento e da erosão. Para além disso, as sebes vivas fornecem abrigo a um conjunto de seres, entre os quais se contam várias aves insetívoras, que ajudam a controlar, naturalmente, as pragas que atacam as culturas.

Siga para Estarreja onde deve tomar a E109-5, direção Torreira.

Antes de chegar a Torreira, o percurso entre Béstida e Torreira permite apreciar as duas margens da ria de Aveiro e, eventualmente, algumas das atividades próprias deste local, nomeadamente a apanha e transporte de moliço, a pesca de enguias com nassas e a lavra dos fundos para apanha do berbigão. Aproveite ainda para observar as aves aquáticas.
 
Atravesse a ponte e siga em direção a Ovar pela E327.
 
Na Torreira estacione junto ao "cais da ribeira" e, a partir daí, siga pelo caminho que conduz aos campos da foz do Cáster, uma zona de transição entre os meios palustre e o estuarino e um local propício à observação de aves, nomeadamente do Tartaranhão-ruivo-dos-pauis Circus aeruginosus [PDF 165 KB], também conhecido como Águia-sapeira.
  
Antes de chegar à povoação de São Jacinto, onde existe uma Base Aérea e estaleiros navais, passe pela Reserva e não resista a fazer um dos percursos pedestres.
 
O percurso ao longo da estrada é um excelente local para observar a metade setentrional desse grande plano de água que é a ria.
 
Regresse a Aveiro fazendo o percurso em sentido contrário.
 
Regata de moliceiros  Salinas
Regata de moliceiros e salinas. 
 
 
Contactos úteis:
Turismo da Torreira - +351 234 832 50
       
Postos de Turismo de:
- Estarreja – +351 234 841 737
- Aveiro – +351 234 423 680
 
Turismo do Centro